Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã
Depois
Depois

siga-nos   Facebook município de Vila Flor

partilhar  Partilhar Carrazeda de Ansiães

Junta de Freguesia de Roios

Dsc03504 1 736 2500

Presidente - António João Barros Rodrigues
Secretário - Anabela Bragança dos Santos
Tesoureiro - Jorge Morais Frutuoso

Orago: S. João Baptista
População: 150 hab.
Actividade Económica: Olivicultura, Viticultura e Pecuária
Festas e Romarias: S. João Baptista – 24 Junho, Sta. Catarina – 25 Novembro, Nª. Sra. da Graça – 1º Domingo de Agosto
Património: Igreja Matriz, Capela Nª. Sra. Graça, Fonte Arcada, Eira com Carrasco, Fraga do Castelo, Grutas do Ribeiro, Palmeira centenária, Habitat Romano de Parede Nova, Habitat Romano do Cabeço de S. Pedro e Núcleo Antigo de Sto. Estêvão
Gastronomia: Borrego Assado, Marmelada de Pêra, Doce de Abóbora e Bolos Caseiros
Artesanato: Mantas de Trapos, Tapetes e Mantas de Rendas com Teares

Roios encontra-se em plena montanha, a descair para o Vale da Vilariça. Várias teses se levantam quanto à origem do nome. Segundo o Abade de Baçal, o nome de Roios virá do nome próprio do homem “Roio”. No entanto mais viáveis serão as teses de Frei Domingos Vieira e Pinho Leal, segundo as quais, Roios terá derivado de arroio, que significa linha ou nascente de água.

Durante vários anos Roios passou por várias comarcas. Em 1839 aparece na comarca de Moncorvo e em 1852 na de Mirandela, passando para o Concelho de Vila Flor em 1902.

É uma aldeia de povoamento remoto, onde os vestígios romanos existem para comprová-lo. Na Parede Nova, habitat romano, foram encontradas muitas telhas, moedas, mós manuárias e cerâmicas romanas. No local do Ribeiro calcula-se que os romanos tenham explorado algumas minas. Ali apareceu a estátua de um carneirinho em bronze que se encontra actualmente no Museu Regional de Bragança. Outro habitat romano é o Cabeço de S. Pedro onde se encontraram várias peças e utensílios romanos.

Quanto ao património a igreja Matriz, dedicada a S. João Baptista, construída em finais do séc. XVIII, possui no tecto representadas dez cenas da vida dos apóstolos. Reza a lenda que existia, junto à capela de Nª Sra. do Rosário, uma fonte cuja água tinha poderes para curar qualquer mal.

Rua dos Loureiros, nº17. 5360-130

939870041

Aceda à sua Área de Munícipe para ter acesso aos Serviços Online, Gestão de Newsletters entre outras funcionalidades.

Câmara Municipal de Vila Flor mais contactos »

Avenida Marechal Carmona
5360-303 Vila Flor

Telefone 278 510 100
Fax 278 512 380
E-mail geral@cm-vilaflor.pt

  • logótipo wc3
  • logótipo compete
  • logótipo gren
  • logótipo ue
  • impresa wiremaze